Produtores do Patrulha vão processar os Maias

Da Redação do santa cruz agreste
fonte:patrulha do agreste




A Equipe do Patrulha do Agreste vem esclarecer alguns acontecimentos envolvendo os nomes de alguns de nossos profissionais, algumas personalidades de Santa Cruz do Capibaribe fizeram vários comentários denegrindo a imagem de nossa equipe, um dos episódios foi protagonizado pelo o vereador Ernesto Maia e seu tio José Augusto Maia ex-prefeito de Santa Cruz do Capibaribe e candidato a Deputado Federal. Incomodados com a divulgação das informações veículadas no Programa Patrulha do Agreste que vai ao Ar pela Emissora de Rádio 101 FM, sobre a questão dos candidatos “Ficha Suja” o qual envolve o nome do ex-prefeito Zé Augusto, os “Maias” em ato de irresponsabilidade e desespero, colocaram vários caros de som pelas Ruas de Santa Cruz e São Domingos distrito de Brejo da Madre de Deus afirmando que as matérias seriam mentirosas e que os Radialistas Bartôl Neves e Hamilton França teriam recebido dinheiro do então candidato Diogo Moraes para divulgarem as informações, não satisfeitos os Maias foram até a Emissora de Rádio 101 FM e comentaram diversos absurdos já que o vereador não poderia falar nada que beneficiasse o seu tio já que o mesmo era candidato a Deputado Federal e o ato de publicidade a favor ou contra qualquer candidato estava proibido, até porque o pronunciamento se deu no sábado dia 02 de Outubro e a Justiça Eleitoral só permite a divulgação de candidatos até o dia 30 de Setembro. Em seu “direito de resposta” o vereador afirmou por várias vezes que estava representando seu tio José Augusto Maia, falou ainda que as informações que candidatura de seu tio estava sub judice eram informações caluniosas, manipuladas e vendidas. O vereador chegou ao ponto absurdo de afirmar que a família Moraes teria pago um valor alto para que essas informações fossem divulgadas. “ Nós ficamos tristes de se usar jogo sujo, jogar notícias mentirosas, notícias inverídicas. Bartôl está aqui lendo uma notícia na frente do Juiz e incluir dizendo que aquela notícia era com os candidatos que foram indeferidos no TRE, isso é um deboche com a Justiça. Nós sabemos que ele tem suas preferências e está ganhando pra isso, mas não pode jogar sujo dessa forma. Acabei de ser informado que o Patrulha 1ª Edição a parti de segunda -feira está rifado (fora do Ar) da programação da 101, e que os advogados da 101 estarão entrando com uma quebra de contrato em relação ao Patrulha 2ª Edição” concluiu Ernesto Maia.
Na manhã desta segunda – feira (04) Ernesto Maia foi desmentido pela equipe do Patrulha do Agreste já que o Programa não saiu da Ar como afirmou de maneira mentirosa o vereador, nossos Produtores estarão entrando na Justiça contra o Vereador e o ex-prefeito já que não foi só na Emissora que ambos caluniaram os radialistas, mas também em dezenas de carros de som. Os advogados do Programa Dr. Klinger Dantas, Dr. Marcelinho e Dr. Neydson já estão reunindo provas para processar os Maias,
Só pra lembrar aos ouvintes, estamos sim no Ar desde segunda-feira (04) nos dois horários das 07h. às 08h. e dás 11:30h. às 13h. Nós que fazemos o Patrulha do Agreste viemos de público lamentar os episódios de constrangimentos que nossos ouvintes foram obrigados a passar por conta das mentiras ditas e afirmadas pelos Maias, entendemos que era desespero de José Augusto o de seu sobrinho Ernesto Maia, já que os mesmos também sabiam da realidade, que as informações eram verdadeiras tanto eram que se confirmaram e até hoje Zé Augusto espera o resultado da Justiça. Momento de desespero sim, mas nós não podemos nos calar diante da verdade pois nenhum “cacique político” vai calar a VOZ DO POVO, pois há mais de nove anos que estamos no Ar tentamos trazer a verdade dos fatos “Doa a quem doer”.
Em nossa cidade estamos vivendo ouros tempos, já se foram os tempos em tínhamos apenas uma Emissora em que “seu fulano” mandava ou deixava de mandar, hoje são várias Emissoras de Rádio, Jornais, Revistas e Blog’s, os político têm que entender que se fizer errado o povo vai saber essa é nossa obrigação como Imprensa, políticos Honestos não tentam coagir profissionais de comunicação pois não somos obrigados a compactuar com irregularidades de seu ninguém
“Não quer que a notícia seja divulgada, não deixe que o fato aconteça”!

Nenhum comentário :

Postar um comentário